Conecte-se conosco:
  • Uberlândia

  • Uberlândia

  • BLOG WEBROOM

    Comunicação Digital + Desenvolvimento Web = Webroom Soluções Interativas

    20 março

    IE 8 é lançado. E agora, será que vai?

    Depois da polêmica ascensão do Firefox sobre o IE6 a Microsoft vê, ao lançar o IE8, uma luz no fim do túnel para recuperar sua participação no mercado.

    IE8

    Que a Microsoft ainda domina o mercado todo mundo sabe. Mas se lembrarmos que há cinco anos seu navegador tinha 91% de participação e que hoje esta atuação está em torno de 67,4% contra 21,7% do Firefox, é possível prever o que pode acontecer nos próximos anos.

    Mas voltando ao IE8 a jogada foi a seguinte: copiar algumas funcionalidades de browsers rivais e implementar novas como: Webslices (atualização de conteúdo de sites que estão nos favoritos caso sejam compatíveis com o recurso), Tab groups (organização de abas relacionadas durante navegação), Compatibility View (o IE8 faz com que os sites não compatíveis com ele renderizem em IE7), In Private (similar ao Google Chrome, este recurso quanto ativado, não grava dados sobre a navegação), dentre outras.

    No entanto, mesmo com todos seus recursos, o que a Microsoft quer mesmo é passar a imagem de que o IE8 é o browser mais seguro do mundo e que bloqueia até quatro vezes mais sites maliciosos que seus concorrentes.

    O IE8 está disponível em 25 línguas e pode ser baixado pelo site da Microsoft e pelo seu centro de downloads. O novo browser será incluído no sistema operacional Windows 7. No entanto, pela primeira vez na integração do software com o sistema, há a possibilidade de que usuários desabilitem o IE8 como função.

    Agora só resta saber como será para os desenvolvedores trabalhar com mais uma versão do Internet Explorer. É esperar para ver.

    5 Comentários

    ed1Nh0 02/03/2009 às 15:46

    É a Record brigando com a Globo... ainda tá longe de um dia termos uma guerra em pé de igualdade. E esse IE7 é tão melhor assim? Ele é mais compatível com os padrões?

    Leonardo Ota 02/03/2009 às 16:50

    Pois é Edinho, pode até não ser grande coisa, mais já é um começo. Sendo bem superficial dá pra concluir que a mudança começou e que a consciência das pessoas sobre o assunto também. Quanto mais bem informados, mais podemos escolher o que é bom, e o que não é. Aí vão as minhas perguntas: o que podemos fazer para mudar esse quadro ainda mais? Como conscientizar as pessoas da importância de um browser que é compatível com os padrões web?

    banks 03/03/2009 às 10:19

    viva ao FF e ao IE 7 o

    Ramon Gonçalves 03/03/2009 às 11:04

    Até que enfim. Agora eh sonhar com o primeiro lugar. E ed1Nh0, o IE7 é do mesmo jeito ruim como qualquer outro IEca. TEnho tanto ódio desse navegador, que atrapalha quem trabalha com desenvolvimento web, que não consigo descrever. Acho que todos tivessem informações sobre os recursos do Firefox, ele já estaria em primeiro, e não esta porcaria que também é o IE 7. Apesar de que o eu tive menos problemas com ele. Tenho trabalhado pensando somente no IE7, desconsiderando o IE6. Mas tá longe de chegar nos padrões web. Se o IE9 realmente for usar webkit, aih seria sim uma mudança excelente.

    Ericson Sobrinho 05/03/2009 às 11:04

    Melhor notícia de hoje!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>